Nós da Voalá estamos acompanhando, em tempo real, as atualizações das novas regras e flexibilização dos protocolos de viagem para a Covid-19 no Brasil e no mundo.

Dessa forma, conseguimos manter nossos clientes bem informados para facilitar processos de cancelamento, alteração de viagens já compradas e, inclusive, no planejamento de viagens futuras.

Estamos trabalhando para resolver qualquer situação relacionada à sua viagem conosco, com o objetivo de minimizar os impactos e proporcionar a melhor experiência em turismo para você e sua família.

Por isso, preparamos este conteúdo informativo com tudo o que você precisa saber sobre as novas regras e flexibilização das viagens em decorrência da Covid-19

Para reservas feitas com a Voalá: 

Hospedagem: 

Primeiramente, não existe uma política única para o cancelamento ou alteração da sua hospedagem. Vale ressaltar que o considerado pelo hotel são as políticas informadas por ele e que você pode visualizar em seu voucher.

Porém, a maioria dos hotéis têm flexibilizado a remarcação, mas lembramos que diferenças tarifárias são cobradas, caso existam, e também multas quando estão vigentes de serem cobradas. Por isso, verifique sempre junto ao hotel.

A Voalá não garante que os hotéis irão flexibilizar qualquer tomada de decisão do cliente e frisa que o que deve ser levado em consideração é a política do hotel. 

Passagens aéreas:

As companhias aéreas têm adotado políticas que variam de acordo com as datas dos voos, datas de remarcação, cancelamentos e alterações feitas por elas ou pelo cliente. 

Temos em nosso FAQ todas as informações que trazem as políticas adotadas por cada uma das cias aéreas, confira em “Covid-19 – Concessões das cias aéreas nacionais”.

Aluguel de carro: 

É possível solicitar o cancelamento ou alteração da locação do veículo com até 24 horas de antecedência do horário marcado para a retirada do carro. 

Caso opte por cancelar, não são cobradas multas de cancelamento para as reservas canceladas dentro do período mencionado anteriormente. 

Quanto à alteração, será cobrada a diferença de tarifa para as novas datas ou horários, se houver. 

Importante: 

Para a modalidade de deixar o valor de alguma compra como crédito, é possível utilizar esse crédito, que fica retido ao locador da reserva, até 31/12/2022.

Para a modalidade de cancelamento da reserva, as taxas de serviço não serão reembolsadas, ainda que o cancelamento seja solicitado dentro do prazo.

Inclusive, o reembolso tem um prazo, ele deve ser realizado até dezembro de 2022, segundo a Medida Provisória No 1.016 de 17 de março de 2021. 

Concessões das Companhias Aéreas Nacionais

Agora, vamos falar um pouco sobre as novas regras e flexibilização dos protocolos de viagem para a Covid-19 de acordo com as companhias áreas brasileiras. 

Todas as informações foram retiradas dos sites oficiais e estão em constante atualização. É importante ficar atento aos nossos canais de comunicação para se manter ciente das mudanças. 

Gol: 

Remarcações: 

Taxa de remarcação e diferença tarifária: 

  • Voos afetados: isenta; 
  • Voos não afetados: cobrada. 

Reitineração: 

  • Voos afetados: permitido de acordo com a família das tarifas (pode ocorrer diferença tarifária); 
  • Voos não afetados: permitido de acordo com a família das tarifas (pode ocorrer diferença tarifária). 

Prazo para utilizar a nova viagem:

  • Voos afetados: 330 dias, a partir da data de solicitação da remarcação; 
  • Voos não afetados: 330 dias, a partir da data de solicitação da remarcação.

Cancelamentos:

Cancelamento com crédito:

O cancelamento com crédito significa cancelar o voo e ficar com o valor que foi pago nas

passagens como crédito na cia aérea. 

Este procedimento pode ser feito diretamente no portal da cia aérea com prazo determinado conforme o período do voo. Depois deste prazo o valor expira e não tem ação a ser tomada.

  • Para voos alterados:

Taxa de cancelamento: Isenta.

Validade do crédito para utilizar e voar:

18 meses a partir da solicitação (voo original de Março-2020 à Outubro-2021)

12 meses a partir da compra (voo original à partir Novembro-2021)

  • Para voos original não alterado para voar de Março-2020 à Outubro-2021:

Taxa de cancelamento: Isenta.

Validade do crédito para utilizar e voar: 18 meses a partir da data de solicitação.

  • Para voo original não alterado para voar à partir Novembro-2021:

Taxa de cancelamento: Cobrada.

Validade do crédito para utilizar e voar: 12 meses a partir da data de compra.

Cancelamento com reembolso: 

Regras específicas: 

  •  Para voo original alterado: 

Taxa de cancelamento: Isenta. 

Penalidade e reembolso: Sem penalidade e reembolso do valor integral da passagem. 

Prazo para reembolso: 12 meses, a partir da data do voo (voo original de Março – 2020 à Outubro – 2021). 7 dias, a partir da solicitação (voo original à partir Novembro – 2021).

  • Para voo original não alterado para voar de Março – 2020 à Outubro – 2021: 

Taxa de cancelamento: Cobrada. 

Penalidade e reembolso: Penalidade de acordo com a família de tarifa. Prazo para reembolso: 12 meses, a contar da data do voo. 

  • Para voo original não alterado para voar à partir Novembro – 2021: 

Taxa de cancelamento: Cobrada.

Penalidade e reembolso: Penalidade de acordo com a família de tarifa. 

Prazo para reembolso: 7 dias, a partir da data da solicitação. 

Com o avanço da pandemia de coronavírus, foram feitas novas legislações específicas e medidas emergenciais para a aviação civil brasileira. 

Os clientes com voos entre os dias 19/03/20 e 31/10/21, que optarem por cancelar suas reservas e solicitarem a devolução do valor pago, terá a restituição em duas etapas: 

  • Tarifas aeroportuárias e taxas governamentais: Reembolso total dos valores correspondentes, sem aplicação de penalidades. 
  • Passagens e outros serviços: Reembolso com prazo de 12 meses, a partir da data do cancelamento do voo. O valor será atualizado com base no cálculo do INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor). 

O reembolso será feito na mesma forma de pagamento da emissão da reserva. Para voos após 01 de novembro de 2021 o reembolso acontecerá normalmente em até 07 dias da solicitação. 

Azul: 

Remarcações:

  • Válido para voos até 31/10/2021:

Para as reservas que estão dentro do período mencionado acima, é possível alterar uma única vez, sem qualquer custo (sem multa ou diferença tarifária), mantidas as condições aplicáveis ao serviço contratado. 

Voos não afetados: Caso o voo não tenha sofrido nenhuma alteração pela cia aérea Azul, as regras que valem são as da tarifa da passagem aérea adquirida.

Cancelamentos: 

  • Cancelamento com crédito em voos até 31/10/2021: 

O cancelamento com crédito significa cancelar o voo e ficar com o valor que foi pago nas passagens como crédito na cia aérea. 

O prazo para remarcação é de 18 meses, a contar da data de solicitação. Depois desse prazo o valor expira e não tem ação a ser tomada. Na remarcação será cobrado apenas a diferença de tarifa, se houver. 

  • Cancelamento com reembolso: 

Cancelamento com reembolso para voos afetados até 31/10/2021:

 O reembolso da tarifa será processado de forma integral e realizado em até 12 meses, a contar da data do voo cancelado, sendo o valor corrigido monetariamente (INPC). 

*Exceção: caso o cliente tenha formalizado o pedido de desistência da compra após 24 horas do recebimento do comprovante da passagem aérea, bem como o voo tenha antecedência igual ou superior a 7 dias em relação à data de embarque, o reembolso será realizado em até 07 dias. 

  • Cancelamento em voo não afetados: 

Caso o voo não tenha sido cancelado pela cia aérea Azul, as regras que valem são as da tarifa da passagem aérea adquirida. 

Latam: 

Flexibilidades comerciais para passageiros com bilhetes emitidos no Brasil com voos não afetados:

Bilhetes comerciais emitidos ATÉ 30 de abril de 2021, com data de voo entre 1 de março de 2020 e 30 de abril de 2021:
Alteração de data do voo:

Poderão alterar uma única vez SEM MULTA, sujeito a diferença de tarifa aplicável e

validade do ticket.

  • Aplica-se para passageiros sem voos afetados que não compareceram (NO-SHOW) e NÃO efetuaram a proteção antes da saída do voo.
  • Aplica-se a bilhetes que não tenham utilizado flexibilidades anteriores para passageiros com voos NÃO afetados.
Alteração de origem e/ou destino:

SEM MULTA, sujeito às diferenças tarifárias e validade do bilhete.

Reembolso:

Sujeito a regulamentação tarifária de acordo com os processos e condições estabelecidas pela legislação em vigor no Brasil.

Bilhetes emitidos de 01 de outubro 2020 a 30 de junho de 2021 com data de voo a partir de 1 de maio de 2021 em diante:
Alteração de data do voo:

Poderão alterar uma única vez SEM MULTA, sujeito a diferença de tarifa aplicável e

validade do ticket.

  • As tarifas permitem alterações ilimitadas desde que feitas ANTES do horário do voo, válido para alterações até 30 de junho de 2021.
  • Alterações após a partida do voo estão sujeitas à penalidade associada à regra da tarifa (verificar exceção abaixo).
  • Aplica-se a todas os Brands de tarifa pública e privada, em rota nacional ou internacional.
  • Todas as condições tarifárias podem ser consultadas por meio de seu sistema de emissão, revisando as regras tarifárias do bilhete.
EXCEÇÃO: Passageiros com voos até 30 de junho de 2021, podem desistir da viagem e
reemitir futuramente sem multa desde que o agente de viagens tome medidas ANTES
da decolagem, para estes casos:

Alteração de origem e/ou destino:

SEM MULTA, sujeito às diferenças tarifárias e validade do bilhete.

Reembolso:

Sujeito a regulamentação tarifária de acordo com os processos e condições estabelecidas pela legislação em vigor no Brasil.

Flexibilidades comerciais para passageiros com bilhetes emitidos no Brasil com voos afetados, poderão optar por uma das seguintes soluções sem multa:

Alteração de data ou voo:

SEM MULTA, sujeito a disponibilidade da mesma cabine (sem diferença de tarifa) e validade

do bilhete.

  • Para reservas com voos cancelados não é necessário ligar à LATAM, os agentes poderão realizar a alteração de acordo com as condições indicadas previamente.
Mudança de origem e destino:

SEM MULTA, sujeito a diferenças de tarifa e validade do bilhete, exceto para alterações a um aeroporto mais próximo com voos operados pela LATAM, de acordo com a tabela padrão de proteção dos passageiros do aeroporto próximo.

Reembolso:

SEM MULTA, sujeito aos processos e condições estabelecidos em cada país.

INFORMAÇÕES GERAIS:

1. Voos considerados de alta temporada:

Voos entre os meses de julho, dezembro, janeiro e feriados, incluindo véspera e dia seguinte ao feriado são todos considerados de alta temporada.

2. Prazos para reembolso:

As regras para reembolso de valores mudaram:

Com o avanço da pandemia de coronavírus, foram feitas novas legislações específicas e

medidas emergenciais para a aviação civil brasileira. 

Os clientes com voos entre os dias 19/03/20 e 31/10/21, que optarem por cancelar suas reservas e solicitarem a devolução do valor pago, terá a restituição em duas etapas:

  • Tarifas aeroportuárias e taxas governamentais: Reembolso total dos valores

correspondentes, sem aplicação de penalidades.

  • Passagens e outros serviços: Reembolso com prazo de 12 meses, a partir da data do cancelamento do voo. O valor será atualizado com base no cálculo do INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor).

O reembolso será feito na mesma forma de pagamento da emissão da reserva.

3. Alteração de passageiro:

As passagens continuam impessoais e intransferíveis.

Considerações finais

É importante, também, pesquisar sobre o destino escolhido para realizar a viagem, assim como o funcionamento dos estabelecimentos e regras sanitárias para turistas. 

Portanto, vale lembrar que ao realizar viagens de avião, máscaras de pano reutilizáveis não são permitidas. 

Por isso, lembre-se de ter sempre máscaras descartáveis disponíveis para troca. Fique atento às regras de cada companhia aérea.

Mantenha-se informado se cadastrando em nossa Embarque Voalá, onde você tem acesso a novidades e atualizações do mundo do turismo, além de dicas e promoções em viagens. 

Comments are closed.